terça-feira, dezembro 19, 2006

E o tempo passou...



E o tempo passou



E o tempo passou...

E o tempo passou
Não vi as cores das flores
Não vi o vôo dos pássaros
Não senti a água em meu rosto
Não Passei as mãos nas plantas
Não subi montanha
Não respirei ar puro

E o tempo passou...

E o tempo passou
Não brinquei de bola com meninos
Não brinquei de casinha com meninas
Não chorei na tristeza
Não sorri na alegria
Não dancei na lama
Nem cantei na chuva

E o tempo passou

E o tempo passou
E não deitei na grama
Nem contei estrelas
Não vi sol se pôr
Nem vi amanhecer

E o tempo passou

E o tempo passou
Não apertei mãos
Não dei abraços
Não deixei-me abraçar
Não toquei e nem senti



E o tempo passou

Não briguei
Muito menos fiz as pazes
Não fiz nada
E o tempo passou


E o tempo passou

Não pensei
Se pensei
Pensei demais
E vivi de menos
E o tempo passou

E o tempo passou...

Não corri contra o vento
Nem a favor dele
Não acendi lareira
Eu não tinha fogo

E o tempo passou

E o tempo passou
E esqueci como é colo de pai
E beijo de mãe
E o tempo passou...


E o tempo passou
E esqueci do primeiro papai das minhas filhas
Do primeiro beijo em minha esposa
Do primeiro parafuso que apertei em casa

E o tempo passou...

E o tempo passou
E não me lembro mais
Da aprovação no vestibular
Do primeiro dia de aula
E nem do último....

E o tempo passou...

E o tempo passou
E não esqueci
Não esqueci do amor não correspondido
De quando fui “esquecido”
E esquecido, rejeitado fui.
E não fui lembrado....

E o tempo passou....

E o tempo passou
E lembrei...
Mas lembrei mesmo...
De que nunca fui esquecido...
Ele nunca me esqueceu...
Nunca me deixou...
Pois nunca foi embora
E o tempo passou ...

E sou o que sou...
Sou muito mais do que era...
Ele está comigo...
Não sou só eu,
Mas Ele é comigo agora
Por isso o tempo passou
E eu não percebi.
E já terminando...
Pois a eternidade para mim...
A eternidade já chegou...
O tempo não passou....

Nenhum comentário: