terça-feira, dezembro 19, 2006

Ficar ou namorar?


Ficar ou namorar? Porque? Diante da dificuldade atual em manter-se em um relacionamento duradouro, e com tudo que o mundo oferece, qual é a sua opinião?

Não sou muito bom com as emoções (sou um vulcão delas), mas vou tentar opinar, sem ser pétreo ou gelatinoso.
Existe hoje um grande medo entre as pessoas de se relacionarem, elas não estão satisfeitas com elas mesmas, e pelas confusões que o nosso emocional cria em nós, embarcamos numa viagem de buscar na outra pessoa, a satisfação que nos falta. E quando na verdade “ficamos”, não ficamos pois, partimos, partimos mais uma vez em nosso trem chamado “insatisfação” rumo às estações chamadas “vida de qualquer um” , carregando um pouco do outro que “não ficou”, mas partiu conosco. E assim, a viagem fica mais “pesada”, cheio de gente que fica na nossa memória, fazendo mais e mais confusão, quando são abraçados e beijados na lembrança, mas no corpo não. Aí, quando encontramos alguém que nos interessa, a gente tá tão cheio gente dentro de nós, que quem nós realmente somos, fica para trás, diminuído e lascado pelas pessoas que não ficaram, pois somente foram simplesmente “ficantes” pelo fato de só se “ficar”. Aí, assustamos esse novo alguém, pois apresentamos um “clone transgênico filho de muitos pais “ ao invés de quem realmente somos... Muitos “ficam” e muitas são as formas de “ficar”, mas a melhor forma dentre todas as possíveis, é aquela que a princípio envolve uma (com) paixão, um olhar que não há feio nenhum, pois a forma de olhar foi de carinho e não hormonal ou estímulo-sensorial; nessa forma, o tempo de acontecer as coisas não é vigiado, pois o que é para sempre não é rápido e envolve construção de mais sentimentos, de mais hipóteses, de mais projetos, envolve mais alegrias e sofrimentos, envolve outras pessoas que querem nos amar, pois fazem parte daquele que começamos a amar, e assim o tempo vai passando, passando, e tudo que era pequeno, crescer, amorfo, toma forma, efêmero, se torna perpétuo, e assim, sem forçar, de omissos, temos compromisso, e sem perceber, mas já percebendo, estamos namorando....
Bem, essa é só uma opinião...
Marcelo.

Nenhum comentário: